Meditação do Dia
Terça, 28 de Abril de 2015
Quem é que de facto melhora?

"Podemos também usar os passos para melhorar as nossas atitudes. Foram as nossas melhores ideias que nos meteram em problemas. Reconhecemos a necessidade de mudar." Texto Básico, p. 62



Quando entrámos em recuperação, a maioria de nós tinha pelo menos uma pessoa que detestava. Achávamos que ela era a pessoa mais mal educada e detestável do programa. Sabíamos que havia algo que podíamos fazer, um princípio qualquer de recuperação que podíamos praticar para ultrapassar aquilo que sentíamos por essa pessoa - mas o quê? Pedimos orientação ao nosso padrinho ou madrinha. Se calhar garantiram-nos, com um sorriso nos lábios, que se continuássemos a voltar, veríamos essa pessoa melhorar. Isso fez sentido. Acreditávamos que os passos de NA funcionavam nas vidas de todos. Se resultaram para nós, poderiam resultar também para essa pessoa "horrenda". O tempo foi passando, e chegou uma altura em que notámos que aquela pessoa não nos parecia tão mal educada ou detestável como antes. Ela tomara-se, na verdade, francamente tolerável, talvez até simpática. Sentimos um agradável choque quando realizámos quem é que de facto melhorara. Dado que fomos voltando, dado que continuámos a trabalhar os passos, a nossa percepção dessa pessoa tinha mudado. A pessoa que nos incomodava tomara-se "tolerável" porque nós próprios havíamos desenvolvido alguma tolerância; tornara-se "simpática" porque nós próprios havíamos desenvolvido a capacidade para amar. Por isso, quem é que na verdade melhora? Nós! À medida que praticamos o programa, construímos uma visão totalmente nova daqueles à nossa volta, ao construirmos uma visão nova de nós próprios.


Só por hoje: À medida que eu melhoro, também os outros irão melhorando. Hoje vou praticar tolerância e tentar amar aqueles que eu encontrar.

<< início <<


© Só por hoje - Meditações diárias para adictos em recuperação
ISBN 1-55776-426-3 Portuguese 2/03
Associação Portuguesa de Narcóticos Anónimos
Copyright (c) 2003, NA World Services, Inc. Reprinted by permission. All rights reserved